As 10 principais habilidades de gerenciamento para ter sucesso no local de trabalho de hoje

  • Mostrar positividade no ambiente de trabalho aumenta as chances de os membros da equipe assumirem uma atitude positiva diante dos desafios diários.
  • Reafirme aos membros da equipe que suas contribuições para a organização são valorizadas.
  • É cada vez mais importante que os gerentes sejam capazes de priorizar tarefas e delegar recursos escassos onde são mais necessários.

Gerenciar uma equipe com eficácia em qualquer organização requer mais do que apenas trabalho árduo, inteligência ou qualificações. Na verdade, um gerente de sucesso é aquele que possui um amplo conjunto de habilidades. O fundador da MindTools, James Manktelow, diz que um gerente de sucesso, idealmente, deve ter entre 90 e 120 habilidades individualmente.

Isso pode parecer muito, mas não há razão para se sentir intimidado se você aspira ser um gerente de sucesso. Para começar, a maioria das habilidades você usará apenas ocasionalmente e algumas das quais precisará recorrer a maior parte ou o tempo todo. Esses poucos também terão o maior impacto sobre os funcionários e o crescimento da sua organização. Em outras palavras, essas são as principais habilidades de que você precisa para ter sucesso no ambiente de trabalho atual. Aqui estão os 10 principais.

Para melhorar o pensamento inovador, concentre-se na satisfação do consumidor e em como você pode melhorar a experiência do cliente em relação ao campo em que está.

# 10: Ser positivo

A positividade pode desempenhar um grande papel na forma como os membros da equipe percebem e atuam no ambiente de trabalho. Mesmo que seja durante uma reunião de zoom ou chamada telefônica, os funcionários podem sentir se você está espalhando uma vibração negativa ou positiva, o que pode afetar sua resposta aos desafios. Dito isso, os gerentes precisam estar atentos para garantir que permaneçam otimistas e otimistas em suas interações com a equipe. Mostrar positividade no ambiente de trabalho aumenta as chances de os membros da equipe assumirem uma atitude positiva diante dos desafios diários.

# 9: Habilidades de motivação

Como seres humanos, os funcionários podem enfrentar vários desafios em suas vidas. Em um ambiente de trabalho remoto, por exemplo, os funcionários podem enfrentar o tédio, arranjos de vida unideais, crianças barulhentas ou apenas uma falta geral de motivação. Isso é especialmente verdadeiro se eles estão acostumados a trabalhar em escritórios estreitos, onde poderiam se relacionar facilmente com colegas de trabalho, mas agora não têm esse luxo. Seja qual for o caso, um bom gerente que sabe como motivar e inspirar sua equipe pode fazer uma grande diferença na forma como os funcionários abordam suas tarefas e responsabilidades. Assegure aos membros da equipe que suas contribuições para a organização são valorizadas. Incentive-os a melhorar os pontos fracos e mostrar apreço quando eles vão além. Ofereça ajuda e conselhos sobre como lidar com situações estressantes.

# 8: Ter ideias inovadoras

Não há dúvida sobre isso - as principais empresas em qualquer setor são aquelas que lideram em inovação. Como resultado, trabalhadores talentosos que demonstram pensamento criativo são frequentemente perseguidos por essas organizações. E com novos problemas de consumo surgindo diariamente, os gerentes precisam possuir a visão para desenvolver novos e diferentes produtos e serviços para preencher as lacunas do mercado e impulsionar os resultados financeiros da empresa. O pensamento inovador envolve a capacidade de conduzir pesquisas, decifrar os pontos fracos do cliente e pensar bem ao longo das linhas de design. Para melhorar o pensamento inovador, concentre-se na satisfação do consumidor e em como você pode melhorar a experiência do cliente em relação ao campo em que está.

Nº 7: Capacidade de priorizar

Manter um negócio funcionando inclui abordar de forma consistente as inúmeras tarefas que devem ser realizadas diariamente. Para um gerente, isso pode ser qualquer coisa, desde fazer planos e cuidar das operações diárias da organização até motivar a equipe e fazer a ligação com as partes interessadas. Tudo pode se tornar muito opressor, especialmente no atual clima de trabalho remoto, e multitarefa certamente não é a resposta. Na verdade, estudos mostram que a multitarefa pode levar a erros humanos, perda de tempo e até mesmo esgotamento. Como resultado, é cada vez mais importante que os gerentes sejam capazes de priorizar tarefas e delegar recursos escassos onde eles são mais necessários.

# 6: Facilitando relacionamentos de alta qualidade

Obter o máximo dos funcionários depende muito do tipo de relacionamento que um gerente é capaz de construir com eles. Envolve a habilidade de construir um engajamento e conexão respeitosos em torno de valores compartilhados. Você obterá melhores resultados de um funcionário que sente que suas opiniões são valorizadas e se sente à vontade para compartilhar seus pensamentos e ideias na sua presença. Habilidades de construção de relacionamento também são úteis ao lidar com pessoas em outros níveis, incluindo fornecedores, investidores, clientes, etc., o que pode levar a um local de trabalho mais harmonioso e produtivo.

# 5: Tomada de decisão decisiva

Os gerentes enfrentam constantemente a necessidade de tomar decisões, às vezes por capricho, e a escolha errada pode causar problemas financeiros e de reputação. A tomada de decisão como uma habilidade, portanto, requer uma habilidade inata para interpretar rapidamente os problemas, bem como recursos de análise de risco. Grandes habilidades de tomada de decisão também envolvem a capacidade de captar padrões, relacionar-se com experiências passadas e compreender as repercussões éticas que podem surgir.

# 4: Capacidade de construção de confiança

A falta de confiança entre os membros da equipe pode diminuir qualquer organização e levar ao fracasso. Isso porque funcionários não confiáveis ​​geralmente não dão o melhor de si e podem se entregar a ações que prejudicam a produtividade e a política de bons escritórios. Por outro lado, liderar uma equipe que confia em você para comandar o navio provavelmente levará a melhores resultados. Os funcionários se sentem capacitados para cumprir suas tarefas e ficam mais à vontade para relatar suas preocupações quando confiam em seus líderes. Construir confiança nem sempre é fácil, mas você pode tornar mais fácil para os funcionários e clientes confiarem em você sendo honesto e aberto ao se comunicar, assumindo a responsabilidade por suas ações, sendo exemplar na liderança e focando na construção de relacionamentos de trabalho saudáveis ​​e respeitosos.

A inteligência emocional, ao contrário da inteligência intelectual, concentra-se nas pessoas e envolve a capacidade de compreender suas próprias emoções, bem como as dos outros.

# 3: Habilidades de comunicação eficazes

Como gerente, sua capacidade de se comunicar bem com os membros da equipe terá um forte impacto na realização das coisas. Isso é especialmente importante em um momento em que trabalhar em casa se tornou mais a norma do que a exceção. Comunicar-se de forma eficaz significa garantir que suas mensagens - incluindo diretivas - sejam compartilhadas de uma maneira que o destinatário entenda completamente. Requer conhecimento dos sete C's:

  • Coerência
  • plenitude
  • Correto
  • Cortês
  • Clareza
  • concisão
  • Concreto

Com uma boa comunicação, é mais fácil deixar os membros da sua equipe saberem o que deve ser feito, como deve ser feito e por quê. Ser um comunicador eficaz, no entanto, não é apenas para funcionários. Também é fundamental para trabalhar com as várias partes interessadas de uma organização, incluindo clientes, acionistas, a mídia, etc.

Nº 2: habilidades de resolução de problemas

Administrar qualquer negócio com sucesso significa ser capaz de superar os inúmeros problemas que freqüentemente surgem. Os gerentes são, na verdade, supostamente solucionadores de problemas em sua essência. Ser capaz de avaliar um problema e chegar à melhor solução possível é uma das coisas que diferencia os grandes administradores da média. Os grandes administradores também sabem que não se trata necessariamente de encontrar soluções isoladamente. O sucesso no local de trabalho de hoje requer uma abordagem integrativa que reúna as pessoas para encontrar soluções. Isso significa estar disposto a ter sessões de brainstorming e reuniões voltadas para ajudar as pessoas a compreenderem totalmente os problemas e se sentirem confortáveis ​​o suficiente para compartilhar ideias.

# 1: Alta inteligência emocional

A inteligência emocional cresceu em importância nas últimas duas décadas, e cada vez mais líderes estão prestando atenção a essa habilidade, tornando-a a habilidade da alta administração no local de trabalho atual. Por que é que? Para começar, a alta inteligência emocional engloba muitas das habilidades já nesta lista, incluindo ser capaz de se comunicar bem e motivar as pessoas. A inteligência emocional, ao contrário da inteligência intelectual, concentra-se nas pessoas e envolve a capacidade de compreender suas próprias emoções, bem como as dos outros. Existem cinco pilares principais da inteligência emocional:

  • Auto-conhecimento
  • Auto-regulação
  • Empatia
  • Motivação
  • Habilidades sociais

Novamente, deve ser fácil ver como esses atributos se relacionam com muitas das outras habilidades de gerenciamento importantes. Habilidades sociais são necessárias ao construir relacionamentos. Ser autoconsciente também é fundamental para o processo de tomada de decisão. No que diz respeito à empatia - que é a capacidade de sentir e se relacionar com os sentimentos das outras pessoas - isso também é necessário para uma boa comunicação e construção de confiança. Essas são algumas das razões pelas quais os gerentes emocionalmente inteligentes costumam estar entre os mais bem-sucedidos.

Conclusão

Você pode trabalhar para aprender e desenvolver qualquer habilidade de gerenciamento de que precisar. Mas focar nos dez primeiros listados acima o ajudará a se tornar uma manjedoura que as pessoas ouvirão e admirarão.

Robert Moment

Robert Moment é um treinador, instrutor, palestrante e autor do livro High Emotional Intelligence for Managers, experiente e altamente qualificado. Robert se especializou em desenvolver gerentes, executivos e funcionários para alcançar alta inteligência emocional para o máximo desempenho e sucesso.   Robert é certificada para fornecer a Avaliação do Perfil de Inteligência Social + Emocional-Self (SEIP) ®, o instrumento mais abrangente, cientificamente validado e estatisticamente confiável do mercado, analisar os resultados com os clientes e criar um plano de ação de desenvolvimento abrangente. Isso inclui as versões própria e 360, bem como as edições para adultos e para locais de trabalho.  
https://www.highemotionalintelligence.com

Deixe um comentário