Dirigindo no 'Novo Normal' - 5 Coisas Principais a Saber

  • As regras que podem ter mudado incluem pedágios e preços de pontes, leis de segurança e até mesmo fronteiras nacionais.
  • Estudos recentes mostraram que muitas pessoas agora se sentem mais nervosas ou ansiosas ao dirigir após um longo intervalo.
  • Água, um carregador de telefone e um kit de primeiros socorros ou conserto sempre podem ser úteis, mas as novas adições agora podem incluir máscaras faciais, desinfetantes para as mãos e remédios.

Estamos todos nos ajustando ao 'novo normal'. Após um período turbulento em todo o mundo, muitos agora estão dando passos positivos: saindo de bloqueios ou restrições nacionais e retornando a uma rotina regular.

Mas esse 'normal' é novo. O retorno aos velhos hábitos e rotinas já mudou significativamente, dando origem a uma nova situação da qual todos devemos estar cientes. A seguir, exploramos cinco coisas importantes que você deve saber no mundo dos transportes que podem afetar a maneira como você viaja e dirige neste novo ambiente.

Ao estar ciente dessas coisas, você ajudará a garantir que sua transição de volta ao mundo seja segura, tranquila e positiva.

Também pode haver novas regras e leis que foram aprovadas durante o bloqueio e ainda não são uma prática comum, como uma nova regra que proíbe os motoristas de filmar vídeos enquanto dirigem, e não simplesmente de fazer chamadas e mensagens de texto.

1. As regras podem ter mudado

A primeira coisa importante a observar ao voltar ao normal é que as regras na estrada - e além - podem ter mudado. Mas, como acontece com todas as áreas do direito, a ignorância ou falta de consciência não é uma defesa!

As regras que podem ter mudado incluem pedágios e preços de pontes, leis de segurança e até mesmo fronteiras nacionais. Isto é especialmente verdadeiro para os motoristas que viajam ou transportam mercadorias na União Europeia.

A saída da Grã-Bretanha da UE - Brexit - impactou significativamente as importações e exportações britânicas, por exemplo. Agora existem novas regras, regulamentos e tarifas em vigor. É importante estar ciente deles para que você não seja atingido com multas ou penalidades por violá-los.

Também pode haver novas regras e leis que foram aprovadas durante o bloqueio e ainda não são uma prática comum, como uma nova regra que proíbe os motoristas de filmar vídeos enquanto dirigem, e não simplesmente de fazer chamadas e mensagens de texto.

Certifique-se de verificar se há alguma mudança significativa que afetará sua direção ou planos de viagem com antecedência.

2. As rotas podem ter mudado

Não são apenas as regras de condução que podem ter mudado - as rotas também podem ter mudado. Durante os bloqueios nacionais, muitas obras rodoviárias e projetos de construção foram realizados que poderiam modificar completamente uma rota familiar, seja com um desvio temporário ou algo mais permanente.

Certifique-se de esperar por mudanças e alterações como essas e fique alerta o tempo todo, mesmo em rotas que você já conhecia. Além disso, certifique-se de reservar um tempo extra para suas viagens para evitar decepções e evitar pressa. Isso ajudará a garantir que você dirija com segurança e responsabilidade.

Agora é um ótimo momento para confiar na navegação por satélite e nos mapas eletrônicos que são atualizados regularmente - mesmo instantaneamente - em vez de mapas impressos que podem ficar rapidamente desatualizados. Em caso de dúvida, verifique sua rota com antecedência ou simplesmente reserve um tempo extra para sua viagem.

3. Você pode estar sem prática

Muitas pessoas dirigiram menos durante o último ano - seja por motivo de bloqueio, doença, trabalho remoto ou uma série de outros motivos.

Se você tem dirigido menos do que o normal recentemente, saiba que pode estar um pouco sem prática. Você pode reservar mais tempo para a viagem ou fazer pequenas viagens diárias no carro para recuperar a confiança e as habilidades.

Mesmo que tenha de conduzir normalmente de imediato, tente assegurar-se de que está extremamente vigilante e seguro. Em caso de dúvida, faça uma pausa e progrida para viagens mais longas.

Estudos recentes mostraram que muitas pessoas agora se sentem mais nervosas ou ansiosas ao dirigir após um longo intervalo. Os especialistas dizem que, começando com viagens menores e mais familiares regularmente, sua confiança deve retornar em breve.

Agora é um ótimo momento para confiar na navegação por satélite e nos mapas eletrônicos que são atualizados regularmente - mesmo instantaneamente - em vez de mapas impressos que podem ficar rapidamente desatualizados.

4. Pode ser hora de uma atualização

Voltar para o carro após uma longa pausa pode fazer você perceber que ele não se ajusta mais ao seu estilo de vida ou pode se beneficiar de uma atualização. Você pode optar por vender seu carro - adicionando algumas atualizações simples para aumentar seu valor - ou, alternativamente, você pode tomar medidas menores.

Isso pode incluir a reserva em uma oficina confiável que pode atualizar quaisquer peças desatualizadas, verificar se há danos ou executar verificações de segurança. É especialmente importante garantir que seu carro ainda esteja em boas condições e que os freios, pneus e outros itens essenciais estejam funcionando perfeitamente após semanas de subutilização. Muitos motoristas descobriram que a bateria do carro acabou após o bloqueio!

5. Existem novos itens essenciais para transportar

O 'novo normal' também pode incluir carregar novos itens essenciais que nem sempre eram necessários antes. Água, um carregador de telefone e um kit de primeiros socorros ou conserto sempre podem ser úteis, mas as novas adições agora podem incluir máscaras faciais, desinfetantes para as mãos e remédios.

Com preparação e uma abordagem relaxada, sua transição para o 'novo normal' na direção será segura, fácil e agradável!

Alex Belsey

Alex é um editor de revista B2B baseado no Reino Unido. Ele escreve sobre questões relacionadas a marketing digital, estratégia de negócios, saúde, bem-estar, política, economia e assuntos atuais. Alex trabalha em Marketing de novas fronteiras.

Deixe um comentário